Dicas para viajar com seu gato

Leve a quantidade de ração para os dias da viagem, muitas marcas de rações em cidades menores são difíceis de encontrar.

Verifique as vacinas se estão atualizadas.

Visite seu veterinário para a escolha do antipulgas.

No destino escolhido é sempre bom saber onde tem um veterinário para qualquer emergência que venha a precisar.

Não ofereça alimentos da ceia de Natal e ou qualquer outro alimento fora da dieta habitual, assim evita vômitos e diarréia.

Se a viagem for para outro estado, é necessário um atestado de saúde, ou guia de trânsito animal realizado pelo veterinário, e a validade é de 10 dias.

Cuidado com janelas sem proteção, o gato pode cair ou fugir.

Verifique diariamente o consumo de alimento e água, se reduziu e perdurar por mais de 2 dias procure imediatamente o veterinário.

Pontas de orelha devem estar protegidas com protetor solar para animais.

Caso esteja em áreas rurais coloque uma coleira no seu gato e se assim desejar procure arvores baixas para que ele possa brincar.

Cuidado com áreas de pesque-pague sempre tem iscas para peixe com anzóis, muito comum os gatos engolirem e você precisará procurar o veterinário o mais rápido possível.

Boa viagem.